A agricultura familiar em projetos públicos de irrigação: análise da política e da ação coletiva entre os agricultores na região do Médio Vale do São Francisco (Brasil)

  • Aldemir Inácio Azevedo Doutor em Desenvolvimento Sustentável (UnB), professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia, Brasil
  • Cláudia Mirella Pereira Ramos Doutoranda e Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia, Brasil

Resumo

A pesquisa investigou experiências de agricultores familiares em projetos públicos de irrigação, analisando-as a partir do conceito de ação coletiva. Os principais elementos que interferem nos resultados são: os processos de organização dos agricultores, a atuação do poder público e a assistência técnica rural. Esses aspectos foram analisados a partir de dados levantados nas entrevistas com os atores sociais envolvidos, principalmente agricultores. Os resultados mostraram que os processos organizacionais podem desempenhar um papel relevante na medida em que eles têm potencial para fortalecer a ação coletiva e individual no processo de produção e comercialização. Entretanto, de um modo geral, as organizações dos agricultores produzem resultados de alcance limitado e se mostram instáveis em relação ao desempenho das atividades que elas se propõem a desenvolver. Palavras-chave: Desenvolvimento rural. Acesso à terra. Produção agrícola.    

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-03
Como Citar
Azevedo, A., & Pereira Ramos, C. (2019). A agricultura familiar em projetos públicos de irrigação: análise da política e da ação coletiva entre os agricultores na região do Médio Vale do São Francisco (Brasil). Semina - Revista Dos Pós-Graduandos Em História Da UPF, 18(2), 55 - 78. Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/ph/article/view/10322