Aninhando o ovo do Condor: o “capítulo” brasileiro da Confederação Anticomunista Latinoamericana, cogestora das ditaduras de Segurança Nacional do Cone Sul (1971-1974)

  • Rodolfo Costa Machado
  • Claudinei Cássio de Rezende

Resumo

O artigo busca estabelecer, a partir de fontes primárias, uma cronologia dos acontecimentos preparatórios às ações da Operação Condor (pacto criminoso das ditaduras do Cone Sul), formalizada no Chile em 1975. As conexões repressivas regionais já operavam desde 1972 por meio da Confederação Anticomunista Latinoamericana (CAL), braço da Liga Mundial Anticomunista (WACL), demonstrando-as aqui por meio do “capítulo” brasileiro da WACL/CAL, a Sociedade de Estudos Políticos, Econômicos e Sociais (SEPES). Associou-se à WACL, atuou na fundação da CAL em 1972, e promoveu o 2º Congresso da CAL no Rio de Janeiro (1974). Apontando como as ditaduras militares regionais já planificavam, um ano antes da Condor, o intercâmbio de “subversivos” e conclui, com fontes historiográficas, que o Protótipo do Condor organizava, desde 1973, o terrorismo transnacional de Estado. Palavras-Chave: Confederação Anticomunista Latinoamericana (CAL). Operação Condor. Sociedade de Estudos Políticos, Econômicos e Sociais (SEPES).    

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-11-05
Como Citar
Costa Machado, R., & de Rezende, C. (2019). Aninhando o ovo do Condor: o “capítulo” brasileiro da Confederação Anticomunista Latinoamericana, cogestora das ditaduras de Segurança Nacional do Cone Sul (1971-1974). Semina - Revista Dos Pós-Graduandos Em História Da UPF, 18(1), 110 - 128. Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/ph/article/view/10179