Integração produtiva, Intercâmbio comercial, e divisão regional do trabalho no complexo automotivo do MERCOSUL

  • Mariano Ignacio Treacy

Resumo

O Mercosul como projeto de integração regional foi proposto como uma estratégia de desenvolvimento de longo prazo. Após uma mudança de estratégia em 2003, a integração produtiva regional posicionou-se fortemente na agenda política. O complexo automotivo tornou-se o carro-chefe da integração produtiva, mas não conseguiu superar algumas restrições estruturais, como o alto nível de internacionalização, a dependência de importações de partes, componentes e bens de capital e o déficit estrutural crônico. O objetivo deste trabalho é avaliar os avanços e retrocessos na integração produtiva da parcela automotiva no período de 2002 a 2015. Para tanto, será feita uma apresentação das principais características do setor e uma análise estatística do comércio intra-zona, como forma de abordar a caracterização da complexa integração produtiva entre a Argentina e o Brasil. Palavras-chave: Complexo Automotivo, Integração Produtiva, Cadeia de Valor Regional, Mercosul.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-11-05
Como Citar
Treacy, M. (2019). Integração produtiva, Intercâmbio comercial, e divisão regional do trabalho no complexo automotivo do MERCOSUL. Semina - Revista Dos Pós-Graduandos Em História Da UPF, 18(1), 58 - 82. Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/ph/article/view/10176