A atuação internacional do Brasil nos debates dos think tanks britânicos durante os governos de Lula e Dilma Rousseff (2003-2016)

  • Dilceu Roberto Pivatto Junior

Resumo

Propõe-se uma análise de como os think tanks britânicos compreenderam a atuação internacional brasileira durante os governos de Lula e Dilma Rousseff (2003-2016). Seguindo a concepção teórica construtivista, considera-se o uso dos think tanks como fonte discursiva, capaz de influenciar na formulação de agendas políticas de um Estado – que neste artigo corresponde ao Reino Unido e a sua formulação estratégica sobre o Brasil. Tendo como abordagem central o estudo dos think tanks britânicos e a capacidade discursiva destes sobre a atuação brasileira, o artigo será dividido em duas partes, abordando: (i) a definição do conceito de think tanks e a contribuição destes, na produção de conhecimento e debates no campo das ideias políticas – incluindo a análise de política externa; (ii) os debates produzidos pelos principais think tanks britânicos a respeito da atuação internacional do Brasil. Palavras-chave: Brasil. Think tanks britânicos. Política internacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-11-04
Como Citar
Pivatto Junior, D. (2019). A atuação internacional do Brasil nos debates dos think tanks britânicos durante os governos de Lula e Dilma Rousseff (2003-2016). Semina - Revista Dos Pós-Graduandos Em História Da UPF, 18(1), 5 - 24. Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/ph/article/view/10173