TRATAMENTO DE EFLUENTES SIMULADOS CONTENDO ÍONS CIANETO DA INDÚSTRIA DE TINGIMENTO DE ÁGATAS

  • Vitor Mateus Petry Mateus Petry
  • Clóvia Marozzin Mistura
  • Yasmin Vieira
  • Edson Luiz Foletto
Palavras-chave: Soledade

Resumo

O Rio Grande do Sul é responsável por grande parte da extração de geodos de ágatas do mundo. A ágata é caracterizado como um material poroso, propício a processos de tingimento, que geram efluentes de elevado potencial de toxicidade pela presença de íons cianeto (CN-), que, em determinadas concentrações, podem ser letais para a saúde de seres vivos bem como causadores de inúmeros problemas nos corpos hídricos onde são lançados esses efluentes, sem tratamento apropriado. Esta pesquisa propôs-se a comparar formas alternativas de tratamento de águas residuais contendo íons CN-(aq) através do uso de Processos Oxidativos Avançados (POAs) como Fenton e foto Fenton modificados, assistidos por radiação ultrassom. Para verificação de eficiência dos processos foram quantificados parâmetros como descoloração e Demanda Química Oxigênio (DQO), entre bruto e tratado. A maior eficiência foi obtida para o processo com radiação UV, utilizando peróxido de hidrogênio (H2O2) 30% em 25 minutos a degradação alcançou 50,72%, chegando ao final do processo com 57,63% de degradação da cor do efluente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-04-06
Como Citar
Petry, V. M. P., Mistura, C., Vieira, Y., & Foletto, E. (2019). TRATAMENTO DE EFLUENTES SIMULADOS CONTENDO ÍONS CIANETO DA INDÚSTRIA DE TINGIMENTO DE ÁGATAS. Revista CIATEC-UPF, 11(1), 116-125. https://doi.org/10.5335/ciatec.v11i1.9300
Seção
Artigos de Pesquisa nas Áreas de Ciências e Tecnologias