PERMEABILITY OF POLYMERIC MICROFILTRATION AND ULTRAFILTRATION MEMBRANES USED IN THE TREATMENT OF EFFLUENTS

Devanir André Fappi

Resumo


Os processos de separação por membranas estão em franca expansão, sendo utilizados em inúmeros segmentos industriais, apresentando diversas vantagens quando comparados com os processos de separação convencionais. Entretanto, as propriedades do material que compõem a membrana, além das características da corrente de alimentação podem influenciar o processo de separação. Deste modo, o objetivo deste trabalho foi caracterizar as membranas com relação às suas permeabilidades, monitorando a redução do fluxo permeado provocado pela compactação, pelo entupimento, resistência ao fluxo de massa devido à polarização de concentração e reversibilidade das condições após a compactação (histerese) das membranas. Os resultados indicam que, com relação ao comportamento quanto à resistência mecânica provocada pelos diferenciais de pressão aplicados às membranas de microfiltração e ultrafiltração, utilizando água destilada, estas praticamente não tiveram redução de fluxo, com ausência da influência dos fatores: polarização da concentração, incrustração e entupimento de poros, resultado antagônico ao verificado quando utilizou-se amostras de efluentes. O fluxo de água destilada aumenta linearmente com o aumento da pressão aplicada a membrana para ambas as membranas avaliadas, ou seja, quanto maior a pressão aplicada a membrana, maior o fluxo permeado. Quando emprega-se as mesmas condições operacionais, ocorre uma diferença significativa nos fluxos permeados utilizando amostras de água destilada e efluentes.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5335/ciatec.v9i2.6423

Revista de Ciências Exatas Aplicadas e Tecnológicas da Universidade de Passo Fundo - CIATEC-UPF. ISSN 2176-4565